Home / Séries / Tio Lanny Indica: Black Mirror

Tio Lanny Indica: Black Mirror

Olár! Aqui é o Tio Lanny. Sim, Tio Lanny, a face bela dessa bodega #sqn, e irei começar uma série de série de postagens. Wat? Calma! Eu explico. Vem comigo. Esse será o “Tio Lanny Indica”, uma série de postagens com indicações de séries, filmes, desenhos, episódios, temporadas e assim por diante. Esta “série” pode ou não dar início a postagens mais aprofundadas sobre o assunto em questão. Então, sem mais delongas, pela primeira vez neste nosso meio gorduroso, Tio Lanny Indica: Black Mirror.

Black Mirror é uma produção britânica criada por Charlie Brooker e produzida pela Zeppotron para a Endemol UK. O primeiro episódio foi ao ar em dezembro de 2011 e conta com duas temporadas mais um especial de natal, como já é esperado nas produções da Terra do Doutor da Rainha. O especial natalino foi exibido em dezembro de 2014. Mas esse tecnicalidade todo é história para uma análise mais aprofundada da série. Vamos ao que realmente interessa, a obra em si… ou quase.

A série é uma antologia de ficção cientifica e faz uma sátira social e, até mesmo, cultural da relação que temos com a tecnologia. Esse é o plano de fundo de cada episódio. Mas mais uma vez os tecnicalidade ficam para depois. Cada história tem como base um paradigma tecnológico que faz referência, em algum nível, aos paradigmas reais (foi isso que eu entendi). Os episódios não possuem relação direta entre si, com exceção da abordagem direta ou indireta da tecnologia. Portanto, dá para assistir à série na ordem que der vontade e sugiro deixar o especial de natal por último. Não ia ser isento de tecnicalidade? Black Mirror é uma obra de arte que te deixa tenso, feliz e, o mais importante, cada vez mais surpreso com a forma com que a série se relaciona à nossa realidade e com a forma como temos nos comportados na internet, o que, na minha opinião de merda, dá um puta cagaço!

Então, se você procura algo rápido e MUITO divertido para ver, Black Mirror é a pedida certa. Cheia de suspense, romance, pequenas doses de terror psicológico, ficção cientifica e muito mais. O melhor de tudo é que a série completa está disponível na Netflix. Agora é só preparar uns petiscos, um drink e aproveitar. Mas que fique avisado, não faça nada muito caro ou complicado para o lanche, porque você vai, definitivamente, esquecer de comer.

That’s all folks!

a

Sobre Tio Lanny

Chubby guy, 26, nerd, gastronomy, beer, bacon, beard and horny! Vivente da dita cultura pop, amante de comedias, sci-fi e fantasia. Whovian de carteirinha, assistidor de desenhos e escritor falido de reviews, críticas e contos eróticos.

Veja também

Resenha: O Rei do Show – Um grande Espetáculo da Vida

Ola, pessoas! Sejam bem-vindas ao grande espetáculo! Depois de um tempo afastada, acredito que seja …

Comentários no Facebook