Home / Séries / Vikings 04×16 – Crossings

Vikings 04×16 – Crossings

Olá, vamos a mais uma resenha de Vikings 04×16 – Crossings.

 

Esse episódio se concentra basicamente em 2 núcleos, Kattegat e a expedição de Bjorn às terras do mediterrâneo. Mas também mostra uma conversa de Ecbert e Aethelwulf. Começaremos falando dessa parte, Aethelwulf diz para seu pai que eles tem que se preparar para retaliação dos filhos de Ragnar, Ecbert rebate falando que está tranquilo pois combinou com seu amigo de que não haveria vingança sob o reino de wessex, somente sob o rei Aelle. Contudo Aethelwulf insiste em sua preocupação em se preparar para a vingança dos filhos de Ragnar e que se fosse o pai não teria nem deixado Ivar retornar para casa. Ecbert fala que quem melhor que seu filho para reunir e organizar os exércitos para contra atacar quando os vikings chegarem.

 

Kattegat

Lagherta fica sabendo da morte de Ragnar e diz que não fugirá de suas responsabilidades com seu reino. Sabendo que enfrentará a mais cedo ou mais tarde a fúria dos filhos do Ragnar. E por falar em fúria deles Ivar ao saber da morte da mãe em um dos seus primeiros momentos com a Lagherta ela a desafia para  um combate, em um momento tenso, contudo a rainha declina o pedido. Ubber e Sigurd estão planejando se vingar e se preocupam em como segurar a raiva de Ivar para que o rapaz não faça nada estúpido.

Em uma de suas primeiras medidas como Rainha de Kattegat, Lagherta está empenhada em reforçar a segurança da cidade, pois sendo um centro comercial importante é um reino visado pelos inimigos. E em seu primeiro ato administrativo ela ordena que as pessoas auxiliem na fortificação do local.

Em um momento Lagherta vê Ragnar e tem certeza que seu amado faceleu, nesse instante ela vai a cabana do vidente para perguntar sobre sua morte. Se ela morreria para um dos filhos do Ragnar, meio que já sabendo a resposta e o vidente após insistência de Lagherta confirma que SIM.

Ivar, Sigurd, Ubbe têm a visão de um homem o qual parece ser Oddin e o Deus confirma a morte de Ragnar.

 

Terras Mediterrâneas

A viagem dos vikings lideradas pelo Bjorn está demorando mais que o esperado por eles. Alguns chegando a duvidar da grandeza do Bjorn Flanco de Ferro. Eles estão cansados, com pouca água potável e pouca comida. E sem perspectiva de chegar a algum porto. Ao conversarem sobre o povo que irão encontrar Rollo revela que eles seguem um Deus, chamado Alá e que são denominados muçulmanos.  Helga está querendo ter outro filho, mas Floki não está disposto ter mais filhos. Ele está em um momento de crise, sentindo um vazio em sua vida. Querendo descobrir algo para preencher esse vazio e a sua razão de viver.

Mesmo parecendo perdidos e descrença tomando conta, os barcos vikings chegam a um porto. Desembarcam em Algeciras, na Espanha. E aí já sabem né! Os vikings fazem o que está em sua natureza, matar, saquear e levar escravas. Em meio a tudo Floki entra em um templo muçulmano e vê que embora os Deuses daquele povo não estava presente. Eles oravam com devoção e aquilo o fez querer preservar a vida daqueles que estavam no templo. Não permitindo que outros matassem aqueles que estavam ali.

Helga vê os pais de uma garotinha ser assassinada e segue a garota. Ela se sente na obrigação de salvar a garota, ela vê sua própria filha na garotinha. Seguindo a garota ela descobre um abrigo onde as mulheres se esconderam. Ao encontra-la Bjorn, Rollo e companhia invadem o local e encontram diversas mulheres as quais eles levam para ser escravas.

Bjorn e Hvitserk em um momento estão admirando o mar mediterrâneo e alegres com a invasão. E eles têm a mesma visão de Oddin que seus irmãos  também viram e têm a certeza de que Ragnar está morto.

 

 

 

GALERIA DE IMAGENS

Próximo Anterior

Próximo Anterior

 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

 

Sobre bacon

Comentários no Facebook